Adeus, Museu!

É com pesar que esse texto está sendo escrito, pois a instituição histórica mais antiga do país nos deixou neste domingo dois de setembro. De acordo com testemunhas, o fogo que começou por volta das 19h30, destruindo por completo o Museu Nacional do Rio que foi fundado por Dom João VI, e estava sob os cuidados da Universidade Federal Do Rio De Janeiro (UFRJ).

Seu acervo contava com mais de 20 milhões de itens e reunia obras de geologia, paleontologia, botânica, zoologia e arqueologia, além de livros raros em sua biblioteca. Foi uma perda não somente para o Brasil, mas o mundo sofre com esse incêndio que danificou todo o Museu.

O fogo durou mais de seis horas e é o reflexo da falta de manutenção, fundado há 200 anos na Quinta da Boa Vista. A instituição não recebia há quatro anos a verba necessária para sua manutenção anual, que é cerca de R$520mil, além de não ter um sistema de controle para a prevenção de incêndios.

Descaso das autoridades, omissão dos responsáveis, não sabemos o que aconteceu, mas a destruição desse acervo ficará para sempre na memória dos brasileiros e amantes da cultura.

Deixe uma resposta